BookCrossing no Correio de Uberlândia (MG)

10 anos ago Helena Castello Branco Comentários desativados em BookCrossing no Correio de Uberlândia (MG)
Correio de Uberlândia publica  matéria sobre trabalho de conclusão dos alunos da ESAMC – Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação. Clique aqui para ler a notícia no site do jornal.
Universitários de Uberlândia querem divulgar o BookCrossing na cidade

Livros viajam sem os donos

Movimento incentiva hábito de leitura e compartilhamento de livros ao redor do mundo
Repórter
Atualizada: 02/02/2010 – 08h24min

O Concílio de Trento, que instituiu o índice de livros proibidos (o “Index Librorum Prohibitorum”) em meados de 1500, jamais poderia imaginar que, 500 anos após, surgiria um movimento de circulação livre e gratuita de livros, contrariando as barreiras físicas, geográficas e ideológicas de retenção do conhecimento por determinadas camadas da sociedade. O assunto aqui não é internet ou dos e-books, mas o bookcrossing ou “cruzamento de livros”. A nova modalidade de troca de publicações impressas tem conquistado internautas no mundo todo e começa a ser introduzida em Uberlândia, por meio de uma iniciativa de 9 estudantes do 2º período do curso de Comunicação da faculdade Esamc.

A aluna Francielly Custódio faz parte do movimento há dois anos e sugeriu a ideia de divulgar o bookcrossing com seu grupo na universidade. A estudante acredita que Uberlândia pode ter “zonas oficiais”, ou seja, prateleiras de livros arrecadados para bookcrossing que ficam em cafeterias, disponíveis para os usuários. “O intuito é deixar os livros mais acessíveis e mostrar para as pessoas que não faz mal repassar os livros. Todo mundo tem um livro na prateleira que já leu e pode facilitar a leitura para outras pessoas”, disse.

Ache, leia, liberte

Apoiados no lema do movimento “Ache, leia e liberte”, os estudantes elaboraram um projeto acadêmico para divulgar o bookcrossing, que consiste em abandonar livros em locais públicos para que outras pessoas os encontrem, leiam e voltem a repassá-los, formando uma rede de contatos e leitura. O grupo formou uma agência dentro da faculdade e criou peças publicitárias com o mote “Encontre o seu livro. Perca-se na sua imaginação” para tornar a atividade conhecida na instituição. Com a colaboração de membros do movimento de São Paulo, foram arrecadados e ‘libertados’ cerca de 200 livros na instituição. A iniciativa ganhou mais dimensão quando o projeto foi encaminhado para os responsáveis pelo bookcrossing nos EUA, onde as peças foram traduzidas e disponibilizadas com destaque no site e por meio de boletins eletrônicos para os mais de 800 mil membros do movimento, distribuídos por 130 países.

O grupo prepara um workshop, com palestras e exposição dos livros que mais viajaram o mundo, para o dia 23 de abril de 2011, em comemoração ao Dia Mundial do Livro. A realização depende de aprovação e incentivo da Secretaria Municipal de Cultura.

Atividade começou nos Estados Unidos

O bookcrossing ou troca de livros foi criado por volta de 2004, nos EUA. A atividade é promovida por um site, no qual é possível registrar livros. O compartilhamento pode acontecer por solicitações feitas de um usuário para outro no site, caso em que as publicações são enviadas pelo correio, ou quando um membro deixa um livro em um local público para que outra pessoa o encontre. A partir daí, ela tem a opção de ler e ficar com o livro, devolvê-lo ou repassar para outra pessoa. Cada um vai com uma etiqueta com explicação breve, com o site e como registrar. Cada pessoa que pega o livro registra um comentário e deixa um histórico. Quando a pessoa digita o número no site, ela pode ter acesso a esse histórico. Há casos em que os livros viajam de um país para o outro. Até o momento, o bookcrossing promoveu o intercâmbio de mais de 6 milhões de livros e conta com mais de 800 mil leitores no mundo todo.

Saiba mais

– Para saber mais sobre o bookcrossing, acesse o site oficial: www.bookcrossing.com
– Versão em português: www.bookcrossing.com.br
– Para fazer parte do movimento em Uberlândia mande um e-mail para: solariumcomunicacao@hotmail.com

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes